Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás comemora 20 anos da presença feminina na corporação

Compartilhar:

 

Há exatos 20 anos, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás recebia, pela primeira vez em sua história, uma turma de formação de soldados composta por mulheres. Em 4 de fevereiro de 2000, a profissão bombeiro militar – uma das mais prestigiadas pela sociedade – deixou de ser exclusividade dos homens em Goiás. Para lembrar a data, um café da manhã das pioneiras com a primeira-dama Gracinha Caiado, foi realizado nesta terça-feira, 4, no Palácio das Esmeraldas. A solenidade contou com a presença de autoridades como o secretário da Segurança Pública, Rodney Miranda, o secretário de Comunicação, Marcos Silva e do Comandante Geral do CBMGO, Coronel Esmeraldino Jacinto de Lemos. Gracinha fez questão de parabenizar as pioneiras do CBMGO pela data. O governador Ronaldo Caiado também fez questão de estar com as militares ao final do evento.

 

O primeiro desafio da turma de bombeiras surgiu já no concurso público que ofereceu 60 vagas disputadas por 690 candidatas. Os exames de avaliação intelectual aprovaram 125 mulheres. Dessas, apenas 50 obtiveram média e passaram nas seleções médicas e de condicionamento físico para ingressar no Curso de Formação de Soldados. O concurso disputado e rigoroso provou a garra das guerreiras. A turma pioneira estava, enfim, preparada para ser treinada durante o curso que teve o mesmo currículo aplicado aos homens.

 

Mulheres que conquistaram o direito de galgar posições na hierarquia da Corporação até chegar ao topo da carreira, o posto de Coronel. Para essas militares, mais do que a garantia de um emprego ou a satisfação por terem sido aprovados numa disputada seleção, fazer parte do Corpo de Bombeiros significa a realização de um desejo antigo e um projeto de vida. A todas elas os parabéns do Comando Geral do CBMGO. Confira fotos da festividade:

 

CBMGO nas Redes