+NotíciasTecnologia

CBMGO lança ferramenta de Análise Digital de Projetos de Segurança Contra Incêndio e Pânico

Seguindo a tendência de desburocratização estatal, a digitalização de processos dará um importante passo rumo ao futuro da prevenção contra incêndio e pânico

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) apresentou nesta terça-feira, 11, a nova ferramenta de Análise Digital de Projetos de Segurança Contra Incêndio e Pânico. A solenidade de lançamento foi presidida pelo Comandante Geral do CBMGO, Coronel Márcio André de Morais, e contou com a presença de diversos representantes de setores da sociedade goiana. A Análise Digital vai proporcionar maior agilidade, economia processual, além de transparência nas atividades de prevenção realizadas pela Corporação em todo Estado.

Atribuição do Corpo de Bombeiros Militar, expressamente fixada pela Constituição Estadual de 1988, a análise de projetos é um valioso instrumento na busca pela prevenção de incêndios e situações de pânico no Estado de Goiás. Atualmente, o processo de análise se inicia com o protocolo da pasta física do projeto junto ao Corpo de Bombeiros e é finalizado com o carimbo e assinatura do analista de projetos, sendo regido pelas Normas Técnicas que emanam da Lei que instituiu o Código Estadual contra Incêndio e Pânico. Seguindo a tendência de desburocratização estatal, a digitalização de processos dará um importante passo rumo ao futuro da prevenção contra incêndio e pânico.

O velho carimbo dará lugar à assinatura digital, e as pesadas pastas repletas de memoriais, pranchas impressas e outros documentos, agora tramitarão no ambiente digital, ao acesso de um clique. A digitalização do processo resultará em maior celeridade na tramitação e levará a uma considerável economia tanto para o contribuinte, quanto para o Estado, em termos de tempo, gastos com papel, tinta, deslocamentos, ligações etc. Outro benefício colhido é uma maior transparência, já que os interessados poderão acompanhar no ambiente digital todo o processo de análise. A ferramenta será implementada a partir de 1º de janeiro de 2019 e o período de transição do método analógico para o digital está previsto para durar seis meses. Confira no vídeo de apresentação da inovação criada por profissionais do CBMGO:

 

Botão Voltar ao topo
Skip to content