+Notícias

Bombeiros de Itumbiara são acionados para ocorrência com produtos perigosos

Na sexta-feira,  dia 19, o Poder Judiciário de Itumbiara entrou em contato com o 6°BBM para solicitar apoio na retirada do depósito do órgão de aproximadamente 70 caixas contendo quatro galões de 5 litros cada da substância tóxica Priori Xtra, vencida desde 2006. O material estava no galpão do órgão que sofreu um incêndio alguns dias atrás.

O produto é um fungicida sistêmico, usado em pulverizações preventivas, para o controle de doenças da parte aérea das culturas do algodão, café, cana-de-açúcar, cevada, girassol, milho, soja e trigo. O 6°BBM entrou em contato com a empresa fabricante, Syngenta, de São Paulo, que se prontificou, no prazo máximo de 30(dias), encaminhar uma equipe ao local para retirada e descarte adequado do produto, devido o mesmo ser bastante nocivo às pessoas e ao meio ambiente. O local ficou isolado.

Botão Voltar ao topo
Skip to content